Pensamentos...

Videos

Loading...

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

PREPARE-SE PARA MATANÇA

Prepare-se para a matança:
Desarmando a Igreja
Escrito em 1998 por John Green
Tradução de João A. de Souza filho
www.pastorjoao.com.br

"Para que o exército domine, o povo tem de ser desarmado: como vem sendo feito em cada país da Europa" - Declaração de Noé Webster, Pensilvânia, Filadélfia em 1787.
"Quando a Inglaterra baixou leis para escravizar a América, o governador da Pensilvânia aconselhou o parlamento inglês a desarmar a população, como a forma mais eficaz de escravizá-la. Só que o povo não deveria ser desarmado abertamente, mas enfraquecido, deixando-se lentamente perecer" (George Mason, Virgínia em 1778).

A história mostra que a tática para oprimir e controlar uma nação consiste em tirar das pessoas o direito de defesa. Quando os cidadãos são desarmados, pode-se tiranicamente controlá-los. Estou certo de que o mesmo princípio se aplica no mundo espiritual.
O Novo Testamento adverte sobre os falsos mestres que realizam sinais e maravilhas, e de homens corruptos que atraem para si seguidores. Deus não deixou o povo indefeso. Colocou em nós o Espírito da verdade, deixando-nos o exemplo de Cristo e de seus ensinamentos, além das advertências nas escrituras. Alguns têm o dom de discernir espíritos, mas, o mais importante é que é dado a todo crente a capacidade de provar as coisas, discernindo o certo do errado. Se o cristão estiver armado contra o engano do inimigo, liberto da opressão, então deve exercitar seu discernimento com vigilante atenção. Quando perde as armas da defesa, torna-se presa fácil para quem o quer prender.
Esta é uma tendência perturbadora no corpo de Cristo. Costuma-se desprezar e escarnecer dos que usam deste dom que Deus lhes deu como autodefesa conta as doutrinas falsas. Os que obedecem a Bíblia e "provam e testam todas as coisas" são ridicularizados e taxados de fariseus. Parece que a igreja caiu no laço do pensamento pluralista que nestes dias leva as pessoas a concordarem com tudo. Questionar o que uma pessoa crê, ou dizer que ela pode estar errada, parece ser um pecado imperdoável. Os novos líderes exigem que se suba no trem da concordância, e os que discordam devem silenciar a todo custo.
Querem que primeiramente experimentemos para depois avaliarmos. Adão e Eva experimentaram o conhecimento do bem e do mal. A serpente chamou-lhes a atenção para a beleza e o gosto da fruta e os induziu a experimentar. Mais tarde viram que estavam errados, mas o dano já havia sido feito.
Os que estão tiram as armas de discernimento de defesa estão amordaçando a igreja, preparando o povo de Deus para a matança. Por que fazem isto? Por que expor milhões de pessoas ao engano do inimigo sem permitir que se defendam? Por que tiram das pessoas o que Deus lhas deu? A igreja está se tornando um curral escorregadio com o sangue dos santos que estão sendo enganados pelos falsos mestres. Os santos caminham lenta e fielmente para a matança, com os olhos fixos em seus líderes.
O erro e o engano assolam a igreja. Os charlatães estão no topo dos mais vendidos. Na lista dos bestsellers. Um pseudo-conhecimento se espalhou por todo o mundo, veloz como a luz. Não se engane. É uma batalha nos dias atuais. Examinemos a lógica (ou a falta dela) que está por trás do que os líderes estão ensinando. Você já ouviu frases como:
1. Experimente primeiro, e depois julgue. Isto é fanfarrice. Foi assim que os Mórmons fizeram com as pessoas: ore lendo o livro dos mórmons e experimente uma sensação de calor lhe queimando. Não é preciso experimentar o suicídio pra saber se é bom ou mau. Os cristãos não precisam autenticar uma experiência spiritual questionável, experimentando-a primeiro.
2. Se você não se jogar no Rio, então perderá o mover de Deus. Ora, se você não exercitar seu dever de a tudo testar, agarrando-se, então, ao que é saudável, você pode ser enganado. Deus não está apressado. Se você caminhar com ele, buscando-o, então ele o levará a tudo o que tem preparado para você. Não é pelo fato de alguém afirmar que aquilo é um mover de Deus que fará dele uma coisa verdadeira. Cuidado com o vendedor com poder de convencimento. Ele sempre tem cartas na manga.
3. Deus ofende a mente para revelar o coração. Não sei donde acharam isto nas escrituras. É verdade que os caminhos de Deus são contrários e ofensivos ao conhecimento humano, mas esta frase é citada para afirmar que, se você se sente ofendido por algo que esteja ocorrendo na igreja, então seu coração está errado. Na realidade você se sente chateado porque não encontra base bíblica para tais ocorrências. Então, fique firme!
4. Não se oponha ao que está acontecendo, pois pode ser um mover de Deus. Este foi o argumento de Gamaliel em Atos 5. Ainda que foi um bom argumento usado a favor dos apóstolos, deve-se ter em mente que Gamaliel era um fariseu fazendo uma declaração pragmática. Mas, não era uma palavra vinda de Deus sobre como os cristãos deveriam se conduzir em seu discernimento. Se algo não vem de Deus, em tese, não continuará. Até que o movimento termine, muitas vidas serão prejudicadas, e muitas pessoas serão enganadas e feridas. Veja o crescimento e o aparente sucesso do mormonismo. Os cristãos se lhe opõe certos de que é um movimento que se desviou das escrituras. Da mesma maneira, certas coisas que acontecem no seio da igreja deveriam ser também examinadas. Veja as obras do Diabo. Sabemos que ele não vencerá, mas não nos acomodamos, permitindo que ele faça o que quiser. Quando vidas estão em jogo, não podemos nos sentar como expectadores.
5. Você não quer mais de Deus em sua vida? Esta é a pergunta mais sutil que ouço. Claro, qualquer crente deseja ficar mais perto de Deus. No entanto, nem por isso vamos abraçar qualquer coisa. Obedecer ao mandamento de Deus e discernir as coisas faze parte da caminhada de se chegar mais perto de Deus. O desespero de alguns crentes assemelha-se ao desespero de Saul em querer ouvir de Deus saindo à procura de uma feiticeira. Ele queria uma resposta a todo custo! O preço foi a própria vida.
Examine-se. Veja quantas referências existem no Novo Testamento sobre os falsos mestres e falsos ensinamentos. Não se deixe enganar. Quebre as algemas dos que lhe querem prender. Use seu direito de defesa, como cristão.
A. W. Tozer afirmou: "A alma sadia, tal qual uma corrente sanguínea pura, mantém em proporção as células brancas e vermelhas. As vermelhas são como a fé: Levam a vida e o oxigênio a todas as partes do corpo. As células brancas são como o discernimento: Lançam-se sobre as coisas mortas e tóxicas expelindo-as. O coração salutar tem de prover uma saída para o que não presta na corrente sanguínea".
------------------www

Nenhum comentário: